Prevenção Odontológica na Gravidez

A gestação é uma das fases mais belas da vida de uma mulher e cuidar da sua saúde é o primeiro passo para a construção de uma vida saudável também para o bebê. Durante a gestação, os cuidados da futura mamãe com a saúde bucal devem ser ainda maiores. Além do acompanhamento médico, a gestante deve incluir visitas periódicas ao dentista para fazer pré-natal odontológico.

O Check-up Preventivo Digital pode auxiliar no tratamento de enfermidades comuns na gravidez causados pelas alterações hormonais como a gengivite que, se não for tratada adequadamente, pode trazer complicações para o bebê. Este exame também auxilia no diagnóstico clínico e assim evitar a necessidade de radiografias.

E para as mulheres que estão se preparando para a gravidez, o exame é importante para detectar e prevenir doenças bucais futuras, bem como apontar os procedimentos que devem ser realizados antes da gravidez.

Com o CHECK-UP PREVENTIVO DIGITAL, o dentista utiliza um câmera intra-bucal de alta resolução capaz de ampliar em até 60x a imagem de uma área do dente e da boca. E o paciente pode acompanhar todo o processo já que as imagens são exibidas em um monitor. O ideal é que a gestante realize, pelo menos, um CHECK-UP PREVENTIVO DIGITAL a cada trimestre da gravidez.

Isso significa maior entendimento por parte do paciente no plano de tratamento proposto pelo dentista e também clareza em todo o processo o que aumenta a credibilidade e a confiança no profissional de Odontologia. Muitas pessoas acreditam que escovar os dentes diariamente e usar fio dental regularmente é o suficiente para prevenir doenças bucais. Com certeza, essa prática, aliada a visitas periódicas ao dentista, é fundamental.

Redes sociais: você está online?

Se você chegou até aqui, a resposta é óbvia: você estava verificando a sua timeline no Instagram ou no Facebook. Viver off-line já não é mais possível no nosso mundo globalizado. Até as crianças, antes de saberem escrever o seu nome, já conseguem acessar o Google e o You Tube para pedir, através de comando de voz, o conteúdo que deseja ver. Não estar conectado hoje é sinônimo de um peixe fora da água. Impossível sobreviver no mundo real. Real?

É exatamente isso que você deve se perguntar sobre algum post que vê toda vez que acessa uma rede social. São tantas fotos bacanas e momentos felizes que você sente uma pontinha de frustração com a sua vida. Ou busque infinitamente por isso para si. O psicólogo norte-americano e professor-adjunto da Universidade de San Francisco, Jim Taylor, declarou ao PSICOLOG – Instituto de Estudos do Comportamento, de Ribeirão Preto/SP, que “as redes sociais estão fazendo com que as pessoas criem imagens idealizadas delas mesmas. Ao invés de expressarem quem realmente são, as pessoas estão construindo uma imagem que acham que os outros querem que elas sejam”. 

Pesquisadores da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, estudaram o comportamento de quase 1,8 mil pessoas com idades entre 19 e 32 anos. A cada dia, eles avaliaram, por exemplo, quantas vezes essas pessoas entraram em alguma rede social e quanto tempo gastaram navegando. O resultado apontou que as pessoas mais viciadas em redes sociais possuem 2,7 vezes mais chances de desenvolver depressão. Isso não significa que o Facebook, Instagram, Twitter, entre outras provocam depressão. Entretanto a forma, a qualidade e a quantidade do seu tempo gasto com as redes sociais aumentam a possibilidade de ter depressão.

Ou seja, é preciso estar preparado emocionalmente para estar no mundo virtual. A psicóloga Sandra Catarina Rolim explica que, através das Redes Sociais, “conseguimos fazer chegar o que sentimos e pensamos aos mais longínquos lugares, nos posicionamos sobre todos os feitos e ‘mal feitos’ da humanidade, mas não estamos conseguindo nos conectar emocionalmente conosco e com aqueles que estão bem pertinho de nós. Conviver, suportar e superar problemas advindos da convivência seja familiar, do círculo de amigos ou do trabalho, e até mesmo dos nossos momentos de solidão, tornou-se, nos dias de hoje, um imenso e desafiador mistério a ser desvendado por muitos de nós”.